Existem 2 momentos complicados para o aprendiz de um instrumento.
A primeira barreira é de sair da inércia, ou seja, do zero.
A maioria das pessoas não sentem isso no instrumento vocal, por exemplo, pois não existe uma definição clara de onde se iniciou o estudo da voz, já que, praticamente todo o ser humano canta desde muito pequeno.
O piano é o instrumento favorito para o aprendizado de crianças, exatamente por exigir pouco esforço físico para se tirar o som de uma tecla, o que é bem diferente do violão ou de uma guitarra que, apesar de mais popular que o piano em muitos países, existe o aspecto físico de colocar o dedo numa casinha da guitarra e casar este movimento com a outra mão para que o som seja emitido.
Essa barreira inicial, quando quebrada, vem com grande empolgação até que chega na segunda barreira, que é o teto de bronze, ou seja, o ponto que você não consegue mais sair do lugar.
Neste ponto não existe outra alternativa que não seja uma orientação de alguém.
Veja, você não precisa de uma babá, mas precisa de alguém que às vezes diga apenas “usa o dedo 2 ao Invés do 3″, coloque sua mão levemente para a direita.” Essa pessoa não precisa necessariamente estar presente todos os dias, nem todas as semanas, mas precisa estar acessível na necessidade dando algum tipo de suporte.
Ter uma referência, alguém que você possa confiar é fundamental. Lembre-se sempre desta relação de confiança que existe no aprendizado, portanto, se você tem alguém que pode confiar se entregue e siga em frente.

Estude agora mesmo na nossa escola virtual com suporte online: www.StarlingAcademyofMusic.com.br
Ou então presencial no Rio de Janeiro www.StarlingAcademy.com.br

0