Quando a guitarra entrou na vida?

Comecei a tocar com 12 anos num violão tonante do meu avô, logo depois passei para a guitarra, que foi o meu objetivo desde o começo. Tive vontade de tocar depois que ouvi a música “seek and destroy” do Metallica. Quem ouve a minha música hoje não acredita, mas inicialmente eu tocava covers do Metallica e Dream theater e tirava os solos do Malmsteen e Steve Vai. Mas logo de início eu já comecei a curtir coisas mais sofisticadas como o jazz, fusion e a música brasileira, e tentava aplicar um pouco de tudo no meu som.

Qual o segredo para se tornar um mestre na arte do improviso?

Acho que antes de mais nada você precisa ser um ouvinte e incorporar a linguagem dos grandes mestres do improviso como Miles Davis, Hermeto Pascoal, Hélio Delmiro, John Coltrane, Bill Evans, Jeff Beck e muitos outros. Ouvindo esses caras você vai perceber que o improviso é literalmente uma composição instantânea e em coletividade. O maior erro que um improvisador pode cometer é solar sem ouvir a banda, sem ter interação, como se estivesse tocando sobre um playalong, ademais, pode e deve se estudar as ferramentas para adquirir uma boa fundação na hora do improviso.

Com tanta técnica e teoria, como você divide seu pensamento na hora de tocar, deixa fluir ou segue alguma linha de pensamento?

Bem, eu estudo sempre de forma musical, porque tocamos o que treinamos. Tento fazer do meu treino algo que vai me aproximar de uma experiência real e não fico me ligando em escalas, arpejos e etc, esse material já esta incorporado e nesse momento eu tento ouvir a banda e captar idéias que surgem da movimentação dos outros instrumentos. Sinceramente, nesse momento eu tento não pensar em nada e me coloco dentro da música e a serviço dela.

Como foi a experiência de estudar fora?

Estudar na Berklee foi incrível, foram quatro anos muito intensos onde entrei profundamente no ambiente musical da improvisação livre do jazz e do fusion. Tive, também, a oportunidade de tocar e estudar com grandes mestres como Mick Goodrick, que foi professor do Mike Stern, Pat Metheny, Bill Frisell e John Scofield, e com o Goodrick eu fiquei por quase 2 anos. Estudei também com o Hal Crook, Brett Wilmott, John Damian e muitas outras feras. Além da oportunidade de estudar o dia todo eu tive a oportunidade de tocar e gravar com pessoas de altíssimo calibre, e isso me refinou como músico e me fez rever áreas que eu achava que já estava maduro, enfim, ralei muito para chegar junto num ambiente extremamente profissional e competitivo que é a América, foram 4 anos extremamente produtivos.

Qual a mensagem que você quer passar aos seus ouvintes do CD “Kairos”?

Meu cd é inspirado nas coisas que vivo, e como creio muito em Deus e na Bíblia, muito dos temas do meu cd levam nomes de acontecimentos Bíblicos, tal como a primeira faixa “Exodus”. A sonoridade do meu cd é contemporânea e é algo não muito difundido no Brasil, e por isso muitas pessoas se assustam com a Concepção ácida do cd, e esse foi um dos motivos de lançar o cd primeiramente no exterior para depois lançar no Brasil. Enfim, quem ouve o cd Kairos vai ouvir um cd onde os solos são 100% improvisados, pois gravamos o cd ao vivo e não tinhamos nem sequer o tom dos solos combinados, foi tudo criado no momento, sentindo o clima e para onde a música nos levava. Creio que o ouvinte do cd vai perceber essa vibe experimental ao ouvi-lo.

Qual set up que você utiliza atualemente?

Tenho usado um Pod x3, um pedal BB pre amp e o BB pre amp plus, ambos da exotic, ligado direto num twin reverb da fender e minha guitarra é uma fender telecaster corona.

Dê um conselho para aqueles que estão começando.

Aproveite o tempo de anonimato para estudar o máximo que você pode, não fique na fissura de mostrar serviço e de aparecer, isso será fruto do resultado de sua delicação e não o resultado da sua auto-promoção. Tenha foco e paciência e não estude mil coisas ao mesmo tempo, pelo contrário, pegue pequenos tópicos e os estude por muito tempo, e então essas pequenas ideas se tornarão suas. Ademais, tenha humildade pois tudo o que temos vem de Deus. Fiquem firmes, grande abraço e fiquem na paz..

0