Kiko Loureiro e Eduardo Ardanuy possuem muitas coisas em comum.
Tiveram o mesmo professor, amigos em comum, cresceram na mesma cidade, são contemporâneos, são músicos oriundos do rock/metal, possuem bandas do estilo cantando música em inglês.
Quando eu tinha 16 anos, comprei uma video aula do Kiko Loureiro lançada pela MPO e, desde então, acompanho a carreira, tanto do Kiko quanto do Edu.
Confesso que já acompanhei mais, porém, ao longo destes 20 anos observando, levanto alguns questionamentos que devem ser importantes para nós músicos.
Em termos de mercado e conquistas profissionais, Kiko Loureiro alcançou um patamar muito mais relevante. Isso é interessante porque ambos largaram em condições extremamente parecidas, ou seja, não estamos comparando pessoas que vieram de backgrounds completamente opostos, com oportunidades paradoxais como alguém que estuda numa escola particular da zona sul do rio de janeiro e outro que estuda numa escola pública de uma favela do Maranhão.
Tanto o Kiko quanto o Edu ganharam muita popularidade no mesmo momento, inicio dos anos 90 e com uma proposta sonora parecida.
Me lembro de ter visto o Dr Sin, banda do Edu Ardanuy, tocando no programa do Serginho Groisman e, dias depois, ver o Angra, banda do Kiko Loureiro também lá.
Era comum ver os 2 dando workshops juntos, sendo cortejados pelos mesmos fans.
Muitas respostas são difíceis de dar. Por que o Dr Sin não alcançou o mesmo patamar de sucesso que o Angra? Será que é apenas o fato do Dr Sin ser mais hard rock e o Angra mais metal melódico, ou será que existem outras questões por de trás?
Kiko Loureiro se tornou um guitarrista internacional muito antes de entrar no Megadeth, enquanto Eduardo Ardanuy sempre se manteve num patamar nacional.
Vamos ver pessoas com preferencias musicais distintas, meu intuito aqui não é comparar e questionar musicalidade ou capacidade técnica, mas entender o que esta por trás da carreira destes músicos.
Para mim fica muito claro que, desde o início, Kiko Loureiro teve uma preocupação singular em se projetar, tanto nacionalmente quanto internacionalmente.
Também fica claro que sempre existiu uma postura de se promover na mídia, cavar oportunidades e buscar novas frentes. Estou falando sobre pro atividade, ser inquieto na busca de oportunidades.
O que os diferenciam são anos e anos de pequenas atitudes que no fim fizeram uma grande diferença.
Eu vejo facilmente Eduardo Ardanuy repartindo o palco com qualquer banda ou guitarrista de rock neste mundo e tocando em pé de igualdade, mas este cenário acabou acontecendo para o Kiko e não para o Ardanuy.
Não estou dizendo que todos precisem buscar uma carreira internacional, mas mesmo aqui no Brasil o Kiko Loureiro se projetou num patamar diferenciado, basta estar presente na expomusic e ver a massa de pessoas que se movem atrás deste.
Acredito que tudo inicie com uma mentalidade empreendedora. Ser capaz de aproveitar e criar oportunidades, ser resiliente aos momentos ruins, visão de mercado, começar com um objetivo em mente e tantas coisas que sempre conversamos por aqui.
E você, qual a sua opinião sobre isso?

Estude em nossa escola de música virtual:
www.StarlingAcademyofmusic.com.br

kiko edu

0