Riff Atonal da música Guerreiro. Enviei e-mail para receber a partitura e tablatura.

Nessa breve aula falo especificamente sobre esse riff criado totalmente em cima de uma estruta atonal, ou seja, não existe uma tonalidade definida.

Esse conceito pode ser usado para composição, improvisação e claro, para criar outros riffs.

Um dos aspectos interessantes da atonalidade é a acidez gerada pelas escolhas de notas. Em algumas partes o salto de cordas pode gerar alguma dificuldade para execução do mesmo.

https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=78qo03OsqKU.

0